Poesia Armada

Poesia Armada - Divulgação

A banda Poesia Armada irá se apresentar no SL Bands Up! do dia 24 de outubro, no auditório do Souza Lima Ensino de Música, em São Paulo. A banda é formada por Ricardo Cordiolli (vocal e violão), Caio Lima (Guitarra), Erick Ferreira (Teclado), Cristiano Oliveira (contrabaixo) e Michel Lopes (Bateria).

Como e quando foi a formação da banda?
Poesia Armada – A primeira reunião aconteceu em 1999 para a formação da então banda R2CEM, aliás, algumas composições vêm dessa época que durou até 2005. Após esse período, cada um trabalhou em seus projetos paralelos até o ano de 2009, em que Erick Ferreira e Ricardo Cordiolli formaram a banda Poesia Armada, a princípio com repertório de covers de bandas clássicas do Pop e do Rock nacional e internacional.

Fizeram shows em algumas das principais casas especificas do estilo em São Paulo até o ano de 2012, quando Caio Lima retornou a São Paulo, após um período na cidade de Bauru. Ele se tornou membro da nova formação da Poesia Armada, dessa vez para um projeto autoral, o que resultou na primeira obra O Educandário dos Anjos.

Como foi a gravação do CD Educandários dos Anjos? Como foi a seleção do repertório, processo de gravação e o pós-gravação?
Caio – Começamos a gravar em janeiro deste ano.
Ricardo – A gravação em si fluiu muito rápida, pois já sabíamos o que queríamos. Fizemos boa parte em nosso home estúdio, na casa do Caio, gravamos toda a parte instrumental, como guitarras, baterias, violões, baixos e teclados.
Caio – Após esta primeira fase da produção, nós migramos para os estúdios no Souza Lima com todo esse material e produzimos as vozes.

Capa do CD Educandário dos Anjos
Capa do CD Educandário dos Anjos

Ricardo – Já tínhamos um bom material e havia músicas que precisavam somente de alguns detalhes para finalizar. Durante as escolhas, decidimos que teria de ser um trabalho que agregasse  um ‘’algo a mais’’ às pessoas, em termos de letras e que os arranjos remetessem as mesmas, a uma boa época de nossas vidas.
Erick – Exatamente, fomos buscar inspiração em uma época, onde a maioria dos artistas se preocupava com o conteúdo do trabalho desde o primeiro acorde até a última palavra que escrevia.
Ricardo – Sim, precisávamos de um resultado que refletissem nossos valores no cotidiano.

O processo de gravação foi muito dinâmico, todo o tempo disponível que tínhamos, nós nos dedicamos a isso. Foi uma experiência ímpar, pois crescemos muito com todo esse dinamismo e vontade de fazer algo diferente, em relação ao que temos em evidencia hoje no mercado.

O processo de pós-gravação, nós já sabíamos que teria de ser realizado por alguém que tivesse muita experiência e também o perfil certo para aquilo que buscávamos. Definimos pelo produtor, Paulo Anhaia.
Erick – Foi uma escolha feliz para a banda, pois, o resultado do Educandário é exatamente o que buscávamos antes de tudo.
Ricardo – Sim, nossa identidade e nossas principais influências musicais.

Quais são as principais influências musicais da banda?
Caio – Basicamente rock ‘n’ roll dos anos 1980 e 90.
Ricardo – Bandas como Legião Urbana, U2, Smiths, The Cure, Paralamas do Sucesso, A-ha, Pearl Jam , Sting,  Echo and The Bunnymen.
Erick – Exatamente, só não podermos nos esquecer de que muitas dessas bandas que gostamos foram influenciadas pelas décadas anteriores, logo Elvis ou bandas como Beatles, Rolling Stones, Led Zeppellin, são influências vivas, desde daquela época devido a todo pioneirismo de suas obras.

Quais são os planos para o final de 2013?
Ricardo – Nossa pretensão é lançar um videoclipe da música Segredos ainda esse ano, se tudo transcorrer normalmente. Estamos já com a ideia do roteiro na cabeça e uma câmera na mão (risos).
Caio – Embora 2013 já esteja no fim, pode ser mais ou menos como no desenho do Pica-Pau, “U$ 100.000,00, automóveis, iates, mansões, etc” (risos).
Erick – Bom, basicamente trabalhar o lançamento do CD e para quem ainda não entendeu o que o Caio quis dizer acima, segue a representação no link, abaixo (risos):

Carros, mulheres, iates: http://www.youtube.com/watch?v=CCfHXBrkqiY&hd=1

Leia também as entrevistas com as bandas:

Fórcepz
Fishead

Gostou? não esqueça de curtir, compartilhar ou deixar um comentário. Queremos ouvir você.